Edição Jornal | Artista plástica viseense integra programa que liga arte e natureza na Amazónia
32325
post-template-default,single,single-post,postid-32325,single-format-standard,bridge-core-1.0.5,qode-quick-links-1.0,ajax_fade,page_not_loaded,,hide_top_bar_on_mobile_header,qode-theme-ver-11.0,qode-theme-bridge,wpb-js-composer js-comp-ver-6.0.3,vc_responsive

Artista plástica viseense integra programa que liga arte e natureza na Amazónia

Artista plástica viseense integra programa que liga arte e natureza na Amazónia

A viseense Cristina Ataíde integra um grupo de 31 criadores que participam este mês num programa que explora a relação entre a arte e a natureza na floresta Amazónica, no Brasil.

Cristina Ataíde, 68 anos, nascida em Viseu, é licenciada em escultura e design pela Escola Superior de Belas Artes de Lisboa.

Uma obra que percorre a escultura e o desenho, passando pela fotografia e vídeo, e onde as preocupações com a natureza e sua preservação são constantes no seu trabalho e pesquisa.

A viseense participa agora neste programa onde o objetivo é, ao longo de dez dias, explorar em plena floresta amazónica a relação entre ciência, arte e o ambiente natural.

O programa é promovido e organizado pelo Instituo Nacional da Pesquisa da Amazónia e pela produtora cultural Manifesta Arte e Cultura, com parcerias internacionais, que levará os 31 artistas e cientistas à Reserva Florestal Adolpho Ducke, onde desenvolverão os seus projetos.

Os artistas vão ser orientados por um comité científico composto por especialistas em ornitologia, aquecimento global, paisagem, ecologia, artes visuais, entre outras áreas. Os trabalhos serão depois compilados e publicados em formato digital.

Esta e outras notícias para ouvir em desenvolvimento na Estação Diária – 96.8 FM ou em www.968.fm.