Autarca de São João da Pesqueira defende Taxa de Navegabilidade no Douro - Edição Jornal
34695
post-template-default,single,single-post,postid-34695,single-format-standard,bridge-core-1.0.5,qode-quick-links-1.0,ajax_fade,page_not_loaded,,hide_top_bar_on_mobile_header,qode-theme-ver-11.0,qode-theme-bridge,wpb-js-composer js-comp-ver-6.0.3,vc_responsive

Autarca de São João da Pesqueira defende Taxa de Navegabilidade no Douro

Autarca de São João da Pesqueira defende Taxa de Navegabilidade no Douro

O presidente da Câmara de São João da Pesqueira, Manuel Cordeiro, defende a criação de taxas à navegabilidade no Rio Douro, que deveria destinar-se aos cofres dos municípios.

O autarca lembra que pelo Douro passam cerca de 1,3 milhões de turistas por ano, numa atividade que gera milhões de euros de lucros, e defende que deveria ser estudada a possibilidade de se avançar com uma taxa de navegabilidade no rio, que revertesse a favor dos municípios atravessados pelo caudal do Douro.

Esta posição de Manuel Cordeiro foi já enviada ao Presidente da República e também ao Primeiro-Ministro, com o autarca a lembrar que, o uso do caudal do rio para fins turísticos e comerciais, tem efeitos colaterais com “danos nas margens, poluição, na fauna e flora do rio” e que são as autarquias quem têm que arcar, entre outros, com os custos da limpeza. A taxa de navegabilidade a aplicar aos operadores turísticos seria também, na perspetiva do autarca de São João da Pesqueira, uma forma de mitigar os custos que os municípios assumem.

Esta e outras notícias para ouvir em desenvolvimento na Estação Diária – 96.8 FM ou em www.968.fm.