Condutores de tratores agrícolas obrigados a frequentar ações de formação - Edição Jornal
21283
post-template-default,single,single-post,postid-21283,single-format-standard,qode-quick-links-1.0,ajax_fade,page_not_loaded,,hide_top_bar_on_mobile_header,qode-theme-ver-11.0,qode-theme-bridge,wpb-js-composer js-comp-ver-5.1.1,vc_responsive

Condutores de tratores agrícolas obrigados a frequentar ações de formação

Condutores de tratores agrícolas obrigados a frequentar ações de formação

O Governo quer acabar com as mortes provocadas por acidentes com tratores agrícolas e vai obrigar os condutores deste tipo de veículos a frequentarem ações de formação.

O secretário de Estado das Florestas e do Desenvolvimento Rural, Miguel João Freitas, admite a medida, que passará por uma formação de 35 horas motivada pelo que classifica de “situação muito preocupante” considerando que a grande maioria dos acidentes, muitos deles mortais, se deve à idade já avançada dos condutores e das máquinas.

A intenção do Governo passa exigência de formação adequada para então emitir a licença de condução de tratores.

Está já constituído um grupo de trabalho, com os Ministérios da Agricultura e da Administração Interna, a GNR, o Instituto de Mobilidade e Transportes e a Autoridade para as Condições de Trabalho, que procuram medidas para combater a elevada sinistralidade com maquinaria agrícola.

Em 2017, a GNR contabilizou 61 mortos devido a acidentes com tratores agrícolas. Já este ano, só nos primeiros quatro meses, foram registadas mais 9 vítimas mortais.

Esta e outras notícias para ouvir em desenvolvimento na Estação Diária – 96.8 FM ou em www.968.fm.