Grupo Visabeira quer a Vista a Alegre no PSI 20 da Bolsa de Lisboa - Edição Jornal
23877
post-template-default,single,single-post,postid-23877,single-format-standard,qode-quick-links-1.0,ajax_fade,page_not_loaded,,hide_top_bar_on_mobile_header,qode-theme-ver-11.0,qode-theme-bridge,wpb-js-composer js-comp-ver-5.1.1,vc_responsive

Grupo Visabeira quer a Vista a Alegre no PSI 20 da Bolsa de Lisboa

Grupo Visabeira quer a Vista a Alegre no PSI 20 da Bolsa de Lisboa

A Visabeira quer a Vista Alegre no PSI 20, o principal índice da Bolsa de Valores de Lisboa, já em 2019.

O presidente executivo da Vista Alegre Atlantis, Nuno Marques, adiantou em entrevista ao Jornal de Negócios, que é objetivo da Visabeira que a sua subsidiária entre no PSI-20, já em março do próximo ano.

A Vista Alegre realiza até 12 de dezembro uma oferta pública de venda e subscrição de ações.

Quanto às perspetivas financeiras, o presidente da Vista Alegre lembrou os fortes investimentos feitos pela empresa que, considera, “vão permitir um aumento da capacidade produtiva” e “incrementar a eficiência operacional e produtiva”.

Quanto à expansão da marca, é objetivo da empresa concretizar a abertura de novas lojas em Nova Iorque, Paris e Londres, sem esquecer o crescimento no mercado nacional que representa atualmente 30% das vendas do grupo.

Nos primeiros nove meses deste ano, a Vista alegre, empresa do Grupo Visabeira, quase duplicou os lucros para 3,7 milhões de euros, com cerca de 63,9 milhões de vendas, das quais 67% para o mercado internacional.

Esta e outras notícias para ouvir em desenvolvimento na Estação Diária – 96.8 FM ou em www.968.fm