Insegurança na EN16 fecha 2 km de estrada - Edição Jornal
31546
post-template-default,single,single-post,postid-31546,single-format-standard,bridge-core-1.0.5,qode-quick-links-1.0,ajax_fade,page_not_loaded,,hide_top_bar_on_mobile_header,qode-theme-ver-11.0,qode-theme-bridge,wpb-js-composer js-comp-ver-6.0.3,vc_responsive

Insegurança na EN16 fecha 2 km de estrada

Insegurança na EN16 fecha 2 km de estrada

Está cortada a estrada entre as Termas de São Pedro do Sul e Vouzela. São cerca de dois quilómetros na EN 16 fechados ao trânsito por “questões de segurança”. O corte foi decidido pela Infeaestruturas de Portugal (IP) de pois de uma solicitação de requalificação por parte da Comissão para a Requalificação Urgente da EN16 entre as Termas de São Pedro do Sul e Vouzela, formada por oito elementos, quatro do concelho de São Pedro do Sul e outros tantos do município de Vouzela, e que foi constituída há cerca de meio ano.

Os dois municípios haviam alertado a Infraestruturas de Portugal, há mais de um ano, para a falta de segurança em 1.700 metros do troço da EN16. A empresa pública iniciou nos últimos dias trabalhos de colocação de novo asfalto mas as autarquias querem que a estrada seja requalificada no troço que consideram perigoso. Perante este cenário, a IP decidiu cortar o trânsito naqueles dois quilómetros aquela zona.

O troço em causa liga as Termas de São Pedro do Sul a Vouzela e serve ainda uma zona industrial com aviários, agropecuária e empresas de metalomecânica, e por isso com um fluxo de trânsito diário significativo, lembram os dois municípios.

O encerramento, adiantam, será “por tempo indeterminado” e a opção para os automobilistas passa pelo recurso a outra estrada que atravessa várias povoações.

Esta e outras notícias para ouvir em desenvolvimento na Estação Diária – 96.8 FM ou em www.968.fm

*****