Edição Jornal | Ministro do Ambiente abre portas a uma nova barragem em Fagilde
31585
post-template-default,single,single-post,postid-31585,single-format-standard,bridge-core-1.0.5,qode-quick-links-1.0,ajax_fade,page_not_loaded,,hide_top_bar_on_mobile_header,qode-theme-ver-11.0,qode-theme-bridge,wpb-js-composer js-comp-ver-6.0.3,vc_responsive

Ministro do Ambiente abre portas a uma nova barragem em Fagilde

Ministro do Ambiente abre portas a uma nova barragem em Fagilde

O ministro do Ambiente assumiu em Viseu que o Governo vai procurar encontrar no atual quadro comunitário de apoio, as verbas necessárias para construir nova barragem em Fagilde e reforçar abastecimento de água a 150 mil habitantes.

João Matos Fernandes assumiu esse compromisso em Viseu durante a cerimónia de assinatura do protocolo entre os cinco municípios da região abastecidos pela Barragem de Fagilde, Viseu, Mangualde, Nelas Penalva do Castelo e Sátão (para a criação de uma empresa plurimunicipal, a Águas de Viseu.

Este acordo entre os cinco municípios era a solução já defendida em setembro passado pelo titular da pasta do ambiente para viabilizar o projeto da nova albufeira em Fagilde.

João Matos Fernandes não se comprometeu com datas e prazos, mas assumiu o compromisso de que o Governo vai rapidamente começar a trabalhar neste dossier.

O governante elogiou ainda a criação desta empresa plurimunicipal que vai manter o atual sistema de distribuição de água de Fagilde, ou seja, 70% para abastecer o concelho de Viseu e os restantes 30% para os outros quatro municípios, o que se reflete também no capital da empresa que é assegurado nas mesmas percentagens.

A Águas de Viseu vai permitir um sistema independente que produz e distribui a água pelos cinco municípios, mas caberá a cada autarquia fixar os tarifários.

Esta e outras notícias para ouvir em desenvolvimento na Estação Diária – 96.8 FM ou em www.968.fm

*****