Município de Tabuaço rejeita o encerramento do balcão CTT - Edição Jornal
23420
post-template-default,single,single-post,postid-23420,single-format-standard,qode-quick-links-1.0,ajax_fade,page_not_loaded,,hide_top_bar_on_mobile_header,qode-theme-ver-11.0,qode-theme-bridge,wpb-js-composer js-comp-ver-5.1.1,vc_responsive

Município de Tabuaço rejeita o encerramento do balcão CTT

Município de Tabuaço rejeita o encerramento do balcão CTT

O Município de Tabuaço garante que não está disponível para negociar com os CTT qualquer tipo de encerramento do balcão dos correios no concelho e que não quer outra solução que não passe pela manutenção do atendimento que existe e na manutenção dos postos de trabalho.

No protesto contra a decisão da administração dos CTT de encerrar vários balcões na Região do Douro, a Comunidade Intermunicipal do Douro interpôs uma providência cautelar que deu entrada no Tribunal de Mirandela, e Carlos Carvalho, presidente da câmara de Tabuaço, considera que o encerramento seria lesivo dos interesses da população do concelho.

O autarca recorda que no início deste ano, em reunião entre a administração dos CTT, Associação Nacional de Município e ANACOM, ficou definido que os balcões em sedes de concelho não seriam encerrados, mostrando-se indisponível para negociar qualquer tipo de decisão que não seja a de manter o serviço tal qual ele está nesta altura, e em cumprimento do que ficou decidido nessa reunião.

Carlos Carvalho rejeita ainda que os CTT avancem com o encerramento apenas com base no que classifica de “política economicista e meramente administrativa que não tem em conta as características locais e territoriais”.

Esta e outras notícias para ouvir em desenvolvimento na Estação Diária – 96.8 FM ou em www.968.fm