Região Demarcada do Dão com vindimas antecipadas - Edição Jornal
16864
post-template-default,single,single-post,postid-16864,single-format-standard,bridge-core-1.0.5,qode-quick-links-1.0,ajax_fade,page_not_loaded,,hide_top_bar_on_mobile_header,qode-theme-ver-11.0,qode-theme-bridge,wpb-js-composer js-comp-ver-6.0.3,vc_responsive

Região Demarcada do Dão com vindimas antecipadas

Região Demarcada do Dão com vindimas antecipadas

As vindimas na Região Demarcada do Dão estão a ser antecipadas “três a quatro semanas” mas a expectativa, segundo os enólogos, é que este ano a colheita seja de boa qualidade.

Segundo o enólogo da União das Adegas Cooperativas do Dão nesta altura já estão no terreno as colheitas de uvas para os produtores de espumantes e por estes dias avança a colheita de uvas para vinho branco. à Lusa, Carlos Silva lembrou que, embora a região do Dão não seja toda igual e haja umas zonas em que as uvas estão mais adiantadas do que em outras, no geral verifica-se “uma antecipação de três a quatro semanas comparativamente ao ano passado”.

O enólogo explicou que esta antecipação se deveu sobretudo “à primavera, que foi excecional em termos de sol” e que adiantou muito a maturação” e também pelo intenso calor nos meses de julho e agosto”.

No que respeita à quantidade, o enólogo considerou que 2017 será um ano normal do Dão, com uma produção entre os 45 a 50 milhões de litros, mas a qualidade será muito boa.

Esta e outras notícias para ouvir em desenvolvimento na Estação Diária -96.8 FM ou em www.968.fm.