Registadas 854 queixas sobre a alimentação escolar durante este ano letivo - Edição Jornal
20788
post-template-default,single,single-post,postid-20788,single-format-standard,bridge-core-1.0.5,qode-quick-links-1.0,ajax_fade,page_not_loaded,,hide_top_bar_on_mobile_header,qode-theme-ver-11.0,qode-theme-bridge,wpb-js-composer js-comp-ver-6.0.3,vc_responsive

Registadas 854 queixas sobre a alimentação escolar durante este ano letivo

Registadas 854 queixas sobre a alimentação escolar durante este ano letivo

Segundo um relatório divulgado pela Direção-Geral dos Estabelecimentos Escolares, durante este ano letivo, que agora terminou, foram registadas 854 denúncias sobre as refeições escolares servidas aos alunos: 266 reclamações principalmente por falta de pessoal, 263 por refeições abaixo da quantidade normal e 163 queixas por terem sido servidos alimentos com pouca qualidade.

Foram servidas mais de 25 milhões de refeições aos alunos do 2.º e 3.º ano de escolaridade e ensino secundário de escolas onde as cantinas estão concessionadas a privados. Recorde-se que o Ministério da Educação implementou no início do ano letivo um plano de controlo da qualidade das refeições, depois de críticas de alunos e encarregados de educação aos refeitórios.

Durante o ano letivo foram criadas equipas regionais de fiscalização que, ao longo do ano, realizaram cerca de 80 visitas a cantinas e provaram quase 165 mil refeições, tendo avaliado positivamente esses pratos.

O relatório conclui que a presença das equipas melhorou o serviço prestado e reduziu o número de queixas.

As quase 165 mil refeições testadas pelas equipas de fiscalização tiveram uma avaliação média de “Bom” nos seis itens: confeção, qualidade dos produtos, apresentação do serviço e do pessoal, eficiência e higiene.

Os 776 refeitórios forneceram, em média, 170 mil refeições por dia. Em Viseu são servidas cerca de 2 mil refeições por dia aos estudantes.

Esta e outras notícias para ouvir em desenvolvimento na Estação Diária – 96.8 FM ou em www.968.fm.