Viseu Air Race cancelado devido à falta de patrocínios - Edição Jornal
32704
post-template-default,single,single-post,postid-32704,single-format-standard,bridge-core-1.0.5,qode-quick-links-1.0,ajax_fade,page_not_loaded,,hide_top_bar_on_mobile_header,qode-theme-ver-11.0,qode-theme-bridge,wpb-js-composer js-comp-ver-6.0.3,vc_responsive

Viseu Air Race cancelado devido à falta de patrocínios

Viseu Air Race cancelado devido à falta de patrocínios

O Air Race Championship não se vai  realizar em Viseu no mês de setembro, como estava anunciado, informou esta quinta-feira aos jornalistas a vice-presidente da autarquia, Conceição Azevedo, justificando que “não foram reunidas as condições em termos de patrocínios”, frisando que  “não pode ser a Câmara sozinha a patrocinar um evento destes, que mobiliza bastante dinheiro e tem associados custos elevados.

O assunto foi levantado durante a reunião do executivo pelos vereadores da oposição, que se aperceberam que nada estava a ser organizado.

“Foi anunciado que seria um momento único para Viseu, de grande importância até para a dinamização do próprio aeródromo mas, afinal de contas, nada se fez”, lamentou a socialista Lúcia Araújo Silva, que  considerou que houve “falta de hombridade da parte do executivo” ao não informar os vereadores do PS e os viseenses da não realização do Air Race Championship, só o tendo feito após as questões da oposição.

Conceição Azevedo, que hoje presidiu a reunião de Câmara devido à ausência do presidente de câmara Almeida Henriques, justificou que “não estando reunidas as condições para fazer um evento desta natureza e com esta dimensão, foi cancelado”, dizendo estranhar que “a oposição venha com uma questão destas”, uma vez que “está sempre a acusar o executivo de festas e festinhas e a agora quer tanto um evento que não reuniu as condições necessárias à sua realização, dado o volume financeiro de investimento que está associado”.

O vereador da Cultura, Jorge Sobrado, referiu que “desde o início, e quando foi realizado o protocolo de cooperação com a entidade organizadora, se tinha colocado a questão da necessidade de patrocínios”.

Para Jorge Sobrado, “acabou por ser o próprio mercado a ditar que não havia oportunidade para a realização do evento”.

“Mantemos a ambição de um dia, quando o mercado o proporcionar, organizar uma prova e uma competição desta natureza, mas tem que ser o mercado também a participar. Isto acontece em todos os eventos do município. Com mais ou menos esforço privado, há o envolvimento de marcas patrocinadoras”, frisou.

Questionado sobre o montante que seria necessário, Jorge Sobrado respondeu que isso estava “do lado do organizador”, mas seriam “centenas de milhar de euros”.

A realização do Air Race Championship em Viseu tinha sido anunciada no ano passado, a 13 de agosto.

Esta e outras notícias para ouvir em desenvolvimento na Estação Diária – 96.8 FM ou em www.968.fm

*****