Viseu dá as boas-vindas ao Europeade esta quarta-feira - Edição Jornal
20962
post-template-default,single,single-post,postid-20962,single-format-standard,qode-quick-links-1.0,ajax_fade,page_not_loaded,,hide_top_bar_on_mobile_header,qode-theme-ver-11.0,qode-theme-bridge,wpb-js-composer js-comp-ver-5.1.1,vc_responsive

Viseu dá as boas-vindas ao Europeade esta quarta-feira

Viseu dá as boas-vindas ao Europeade esta quarta-feira

Tudo a postos para o arranque da 55ª edição do Europeade, o festival internacional de folclore, este ano em Viseu, entre 25 e 29 de Junho.

Segundo números da organização, vai trazer até à cidade cerca de 5.400 pessoas em representação de 203 grupos, de 24 países europeus.

Nesta quarta-feira, dia 25,  há “Noite de Boas-Vindas” no Centro Histórico de Viseu, pelas 22h00, com dois grandes espetáculos: “Ora vem Comigo”, de Ana Bento, Sónia Barbosa e Ricardo Machado; e o projeto inédito “Eletrofolk”, de Moullinex.

Abertura oficial na noite desta quinta-feira marcada para o Estádio Municipal do Fontelo que vai também receber a cerimónia de encerramento no domingo, a partir das 17h30.

Cinco dias de um intenso programa, com destaque para um cortejo com cerca de dois quilómetros em que estarão presentes todos os 203 grupos participantes no Europeade e que vai decorrer na tarde de sábado, num desfile que começa no Fontelo e ruma ao Rossio.

De Portugal são 25 os grupos presentes, dos quais 16 são da região de Viseu.
O Europeade assenta arraiais em Viseu mas os diversos grupos internacionais vão atuar também em concelhos vizinhos, como Nelas, Mangualde, Castro Daire e S. Pedro do Sul.

O orçamento do festival é de um milhão de euros, com 400 mil euros garantidos pela organização internacional que é responsável por todos os conteúdos, enquanto o município de Viseu além de receber o evento, vai também garantir a segurança, transporte, alojamento e refeições dos participantes, numa mega operação logística que recorre a diversas escolas da cidade onde muitos dos visitantes ficarão alojados e onde serão servidas cerca de 16 mi refeições diárias, além da participação de mais de 300 voluntários.

O festival vai também obrigar a diversos condicionamentos de trânsito, que vão deixar muitas ruas de Viseu sem carros, e sem estacionamento, durante grande parte destes cinco dias, em especial no centro histórico e também na zona envolvente ao Parque do Fontelo.

O festival Europeade teve origem em 1964, em Antuérpia, a Bélgica, e tem por objetivo salvaguardar e promover o património cultural imaterial europeu.

Esta e outras notícias para ouvir em desenvolvimento na Estação Diária – 96.8 FM ou em www.968.fm.