Alerta para Seca Extrema | Barragem de Fagilde sem água - Edição Jornal
17197
post-template-default,single,single-post,postid-17197,single-format-standard,bridge-core-1.0.5,qode-quick-links-1.0,ajax_fade,page_not_loaded,,hide_top_bar_on_mobile_header,qode-theme-ver-11.0,qode-theme-bridge,wpb-js-composer js-comp-ver-6.0.3,vc_responsive

Alerta para Seca Extrema | Barragem de Fagilde sem água

Alerta para Seca Extrema | Barragem de Fagilde sem água

A Câmara de Nelas quer moderação no consumo de água e deixa um alerta: o abastecimento através da Barragem de Fagilde só está garantido durante mais 30 dias.

Em comunicado publicado no site do município, os responsáveis pela Câmara de Nelas lembram que se atravessa o que classificam de “período de seca excecional”, e adiantam que o município, juntamente com os de Viseu, Mangualde e Penalva do Castelo e também com o Governo, estão a promover as medidas necessárias para minimizar as consequências de falta de água e a implementar alternativas que garantam o maior grau possível de normalidade no abastecimento.

No início da semana, o secretário de Estado do Ambiente, Carlos Martins, admitiu o risco iminente de escassez de água na Barragem de Fagilde, que assegura parte do abastecimento de água aos concelhos de Viseu, Mangualde, Nelas e Penalva do Castelo, se entretanto não chover.

A Câmara de Viseu já adotou, no final de julho, um plano municipal de contingência para diminuir consumos de água: medidas que passaram pela redução da pressão da água na rede pública de distribuição e a reativação de furos para abastecimento de subsistemas e para rega de jardins públicos.

O município viseense reduziu ainda os períodos e volumes de água utilizados na rega de espaços verdes públicos e lavagens urbanas, entre outras medidas.

Esta situação de seca severa já levou Almeida Henriques, presidente da câmara de Viseu, a insistir na urgência do aumento da capacidade de armazenamento da albufeira de Fagilde, e na construção da nova barragem no Vouga, um projeto que junta os municípios de Viseu, Mangualde, Nelas, Penalva do Castelo, Sátão, Vila Nova de Paiva, Vouzela e São Pedro do Sul, os oito municípios que no início de setembro constituíram uma empresa intermunicipal de abastecimento de água e saneamento que permitirá, até ao final do ano, apresentarem uma candidatura a fundos comunitários.  A construção de uma barragem do Vouga é uma das prioridades.

Esta e outras notícias para ouvir em desenvolvimento na Estação Diária – 96.8 FM ou em www.968.fm.