Autarcas de Viseu e Coimbra desafiam Ministro a fazer Viagem com eles no IP3 - Edição Jornal
18094
post-template-default,single,single-post,postid-18094,single-format-standard,bridge-core-1.0.5,qode-quick-links-1.0,ajax_fade,page_not_loaded,,hide_top_bar_on_mobile_header,qode-theme-ver-11.0,qode-theme-bridge,wpb-js-composer js-comp-ver-6.0.3,vc_responsive

Autarcas de Viseu e Coimbra desafiam Ministro a fazer Viagem com eles no IP3

Autarcas de Viseu e Coimbra desafiam Ministro a fazer Viagem com eles no IP3

Os presidentes das Câmaras de Viseu e de Coimbra desafiaram o ministro do Planeamento e das Infraestruturas a fazer com eles uma viagem no IP3, para que o governante, dizem, possa ter um “contacto direto” com a situação desta via.

Numa carta assinada por Almeida Henriques, autarca de Viseu, e Manuel Machado, presidente da Câmara de Coimbra, é feito o convite ao ministro Pedro Marques para fazer em breve essa viagem e acompanhado pelos responsáveis pela gestão da estrada.

Os dois autarcas lembram na carta que o IP3, foi previsto no Plano Rodoviário Nacional desde 1985, que substituiu o então plano datado de 1945, mas que só ficou totalmente concluído em 2010, e, desde há muitos anos que no troço entre Viseu e Coimbra têm sido registados elevados níveis de sinistralidade e constante e crescente degradação do piso.

Os autarcas lembram que há muito que o problema está diagnosticado o que levou a que, nos últimos 15 anos, fossem apresentados pelos vários governos, planos para a substituição do IP3 por uma autoestrada. O problema, lamentam, é que nenhum desses planos avançou e a situação, consideram, “mantém-se insustentável”.

No dia 03 de janeiro, o presidente da Câmara de Tondela, José António Jesus, defendeu a colocação de separadores centrais e a duplicação de alguns troços do IP3, como forma de evitar acidentes graves como os que na aconteceram por altura do Natal e apenas no espaço de quatro dias.

Esta e outras notícias para ouvir em desenvolvimento na Estação Diária – 96.8 FM ou em www.968.fm.