Câmara de Santa Comba Dão esclarece que quer um Centro Interpretativo do Estado Novo e não um museu dedicado a Salazar - Edição Jornal
32783
post-template-default,single,single-post,postid-32783,single-format-standard,bridge-core-1.0.5,qode-quick-links-1.0,ajax_fade,page_not_loaded,,hide_top_bar_on_mobile_header,qode-theme-ver-11.0,qode-theme-bridge,wpb-js-composer js-comp-ver-6.0.3,vc_responsive

Câmara de Santa Comba Dão esclarece que quer um Centro Interpretativo do Estado Novo e não um museu dedicado a Salazar

Câmara de Santa Comba Dão esclarece que quer um Centro Interpretativo do Estado Novo e não um museu dedicado a Salazar

A autarquia de Santa Comba Dão reafirma em comunicado que nunca teve intenção de criar um museu dedicado a Salazar mas que a intenção é a de ter no concelho um Centro Interpretativo do Estado Novo, incluído numa rede ligada à História e Memória Política.

Em comunicado assinado pelo autarca Leonel Gouveia,  a autarquia esclarece que “jamais teve intenção de promover a criação do denominado Museu Salazar” e adianta que este comunicado pretende repor a verdade depois de várias vozes de protesto se terem feito ouvir sobre uma eventual intenção de criar um Museu Salazar em Santa Comba Dão, concelho onde era natural.

Leonel Gouveia considera que a contestação nasceu fruto do que classifica de “notícias descontextualizadas” e mais uma vez reafirma a intenção do município em criar um Centro Interpretativo do Estado Novo, em parceria com outras entidades regionais, e nenhum tipo de estrutura para homenagear a figura de António Oliveira Salazar, associado ao Estado Novo e ao regime de ditadura e fascismo em Portugal.

Ainda segundo o autarca, o município de Santa Comba Dão, em colaboração com a ADICES – Associação de Desenvolvimento Local, tem vindo a trabalhar num projeto cultural para a criação de uma rede de Centros Interpretativos de História e Memória Política da Primeira República e do Estado Novo, com Leonel Gouveia a rejeitar que o espaço possa ser “um santuário para nacionalistas”.

A autarquia de Santa Comba Dão já anunciou a intenção de iniciar por estes dias a primeira fase de requalificação da Escola Cantina Salazar, com o objetivo de aí instalar o Centro Interpretativo do Estado Novo, obra orçada em 150 mil euros a concluir até final do ano.

Esta e outras notícias para ouvir em desenvolvimento na Estação Diária – 96.8 FM ou em www.968.fm

*****