Câmara de Viseu avança com Mega Operação de Compra e Transporte de Água - Edição Jornal
17459
post-template-default,single,single-post,postid-17459,single-format-standard,bridge-core-1.0.5,qode-quick-links-1.0,ajax_fade,page_not_loaded,,hide_top_bar_on_mobile_header,qode-theme-ver-11.0,qode-theme-bridge,wpb-js-composer js-comp-ver-6.0.3,vc_responsive

Câmara de Viseu avança com Mega Operação de Compra e Transporte de Água

Câmara de Viseu avança com Mega Operação de Compra e Transporte de Água

A situação de seca e os baixos níveis de água na Barragem de Fagilde que atingiram valores mínimos desde que há registos, já levaram a Câmara de Viseu a avançar com uma mega operação de compra e transporte de água a outros sistemas.

A operação vai avançar esta segunda-feira, com 112 cargas diárias de camiões-cisterna para salvaguardar o abastecimento às populações, em especial das localidades mais afetadas.

O investimento municipal mensal será de cerca de meio milhão de euros, englobando as operações de compra e transporte de água. Na prática, diz o município viseense, o custo da água adquirida será dez vezes superior ao valor de venda aos consumidores finais, ou seja, a partir de agora, por cada litro de água que os munícipes pagam na fatura, o Município passará a pagar 10.

Almeida Henriques, presidente da autarquia, considera que esta é uma situação de emergência e por isso são tomadas estas medidas excecionais.

O autarca apela ainda aos munícipes para que adotem medidas de consumo de água com responsabilidade, usando apenas quando for necessário, e minimizando possíveis desperdícios.

Esta e outras notícias para ouvir em desenvolvimento na Estação Diária – 96.8 FM ou em www.968.fm