Realiza-se em Viseu a Cerimónia de Receção da 1ª Força Nacional destacada no Afeganistão - Edição Jornal
24041
post-template-default,single,single-post,postid-24041,single-format-standard,bridge-core-1.0.5,qode-quick-links-1.0,ajax_fade,page_not_loaded,,hide_top_bar_on_mobile_header,qode-theme-ver-11.0,qode-theme-bridge,wpb-js-composer js-comp-ver-6.0.3,vc_responsive

Realiza-se em Viseu a Cerimónia de Receção da 1ª Força Nacional destacada no Afeganistão

Realiza-se em Viseu a Cerimónia de Receção da 1ª Força Nacional destacada no Afeganistão

Realiza-se em Viseu, na na Praça da República (Rossio), esta quinta-feira, 13 de dezembro, pelas 11h00, a cerimónia de receção da 1ª Força Nacional Destacada, que esteve projetada no Teatro de Operações do Afeganistão.

Esta cerimónia será presidida pelo Chefe do Estado-Maior General das Forças Armadas, Almirante António Silva Ribeiro. Estão convidadas diversas entidades da Região com quem o Regimento de Infantaria Nº 14 tem estreitas relações.

Portugal participa na Resolute Support Mission da NATO, com uma Quick Reaction Force (QRF) integrada na Base Force Protection Group, do Aeroporto Internacional Hamid Karzai (HKIA), em Cabul no Afeganistão. Ao Regimento de Infantaria N.º 14 (RI14) coube a responsabilidade de se constituir como a Unidade Mobilizadora desta primeira Força Nacional Destacada.

A Força foi constituída com um total de 148 militares (08 Oficiais, 17 Sargentos e 123 Praças) provenientes da Brigada de Intervenção, dos quais 3 do sexo feminino. O aprontamento iniciou-se no dia 06 de novembro de 2017, no RI14, em Viseu, culminando com a sua projeção para o Teatro de Operações do Afeganistão, no dia 07 de maio de 2018, regressando a Portugal no dia 14 de novembro de 2018.

Destacam-se algumas tarefas efetuadas pela Força, nomeadamente:

  • Contribuir na segurança do perímetro, ocupando postos de vigia no Aeroporto;
  • Efetuar patrulhamentos apeados e montados;
  • Garantir a segurança na trasfega de combustível;
  • Garantir segurança e controlo de acessos ao APRON 8;
  • Garantir uma permanente situational awerness;
  • Garantir proteção a pontos sensíveis, instalações e pessoal durante eventos de maior risco;
  • Efetuar escoltas a pessoal e material.

*fotografias da Missão