CIM Viseu Dão Lafões exige urgência na reabertura do IP3, Infraestruturas de Portugal diz que vai acontecer até dia 20 - Edição Jornal
35433
post-template-default,single,single-post,postid-35433,single-format-standard,bridge-core-1.0.5,qode-quick-links-1.0,ajax_fade,page_not_loaded,,hide_top_bar_on_mobile_header,qode-theme-ver-11.0,qode-theme-bridge,wpb-js-composer js-comp-ver-6.0.3,vc_responsive

CIM Viseu Dão Lafões exige urgência na reabertura do IP3, Infraestruturas de Portugal diz que vai acontecer até dia 20

CIM Viseu Dão Lafões exige urgência na reabertura do IP3, Infraestruturas de Portugal diz que vai acontecer até dia 20

A Comunidade Intermunicipal (CIM) Viseu Dão Lafões exige urgência no restabelecimento da circulação no IP3, cortada no sentido Coimbra-Viseu, em Penacova, devido a um desabamento há três semanas.

Os responsáveis pela CIM, querem que a Infraestruturas de Portugal mobilize para o local todos os meios necessários para que a circulação na estrada seja normalizada rapidamente.

Os autarcas dos 14 concelhos que integram a CIM Viseu Dão Lafões, classificam ainda de “inadmissível” que não conheçam “o calendário existente para o restabelecimento, integral, da circulação rodoviária” no IP3.

A CIM Viseu Dão Lafões lembra ainda que o IP3 não é o único problema nesta altura, já que também nas estradas nacionais 2 e 228, tuteladas pelo estado, há problemas de circulação provocados pelo mau tempo, e que mais não são que o reflexo de “falta de manutenção” nestas vias, consideram os responsáveis pela comunidade.

Muitos dos automobilistas têm sido forçados a utilizar a A25 como alternativa entre Coimbra e Viseu, o que levou o autarca viseense, Almeida Henriques, a defender “discriminação positiva” com isenção de portagens para os habitantes da região que tenham que recorrer à autoestrada enquanto durar o corte no IP3.

Anda sobre este caso, também a Comunidade Intermunicipal (CIM) da Região de Coimbra fez saber que pediu uma reunião com “caráter de urgência” ao ministro das Infraestruturas e da Habitação, Pedro Nuno Santos, para saber porque está a demorar tanto tempo o restabelecimento da circulação do IP3, cortado há mais de 3 semanas.

Em resposta, e em comunicado, a Infraestruturas de Portugal (IP) adianta que pretende resolver a situação até ao dia 20.

Esta e outras notícias para ouvir em desenvolvimento na Estação Diária – 96.8 FM ou em www.968.fm.