COVID-19: UEFA ADIA EUROPEU DE FUTEBOL PARA 2021 - Edição Jornal
36820
post-template-default,single,single-post,postid-36820,single-format-standard,bridge-core-1.0.5,qode-quick-links-1.0,ajax_fade,page_not_loaded,,hide_top_bar_on_mobile_header,qode-theme-ver-11.0,qode-theme-bridge,wpb-js-composer js-comp-ver-6.0.3,vc_responsive

COVID-19: UEFA ADIA EUROPEU DE FUTEBOL PARA 2021

COVID-19: UEFA ADIA EUROPEU DE FUTEBOL PARA 2021

O Euro2020 de futebol foi adiado para 2021, devido à pandemia de Covid-19, confirmou hoje a UEFA. A prova está agora agendada de 11 de junho a 11 de julho do próximo ano, com Portugal a defender o título que conquistou em França.

O Comité Executivo da UEFA decidiu adiar a fase final do Euro2020, este ano em novo figurino, com a fase final a decorrer em 12 países diferentes, também para permitir a conclusão dos campeonatos nacionais dos vários países, cuja esmagadora maioria está suspensa, a fim de conter a propagação do novo coronavírus.

“Adiar o Euro2020 tem um peso enorme para a UEFA, mas temos que fazer o nosso melhor para garantir que o desenvolvimento do futebol nos nossos 55 países não é afetado. Objetivo em vez de lucro. Foi esse princípio que nos levou a tomar esta decisão. Uma decisão para o bem de todo o futebol europeu”, afirmou o presidente da UEFA, Aleksander Ceferin, em comunicado publicado no site oficial do organismo.

A UEFA decidiu ainda, para já, adiar para junho os jogos dos ‘play-offs’ de acesso ao Euro2020, previstos para fins deste mês de março e dos quais sairá um dos adversários de Portugal na fase final, em que defrontará também a França e a Alemanha.

Por decidir, por enquanto, fica o futuro da edição deste ano da Liga dos Campeões e da Liga Europa, também suspensas devido à pandemia, devendo haver novidades nas próximas semanas, condicionadas pela evolução da pandemia de Covd-19.

“Nas próximas semanas, vamos trabalhar mais detalhadamente nas decisões que devem e podem ser tomadas, mas hoje alcançámos aqueles que devem ser os princípios básicos e demos um grande passo em frente. Hoje, demonstrámos todos que somos líderes responsáveis. Demonstrámos que somos unidos e que estamos solidários”, frisou Aleksander Ceferin.

Estas decisões do Comité Executivo da UEFA aconteceram após uma reunião, por videoconferência, com as suas 55 federações, incluindo a Federação Portuguesa de Futebol – que votou favoravelmente o adiamento do Euro2020 -, e ainda de representantes de ligas, clubes e jogadores.

Esta e outras notícias para ouvir em desenvolvimento na Estação Diária – 96.8 FM ou em www.968.fm.