Deve ser equacionada uma unidade de queimados para Viseu - Edição Jornal
18067
post-template-default,single,single-post,postid-18067,single-format-standard,bridge-core-1.0.5,qode-quick-links-1.0,ajax_fade,page_not_loaded,,hide_top_bar_on_mobile_header,qode-theme-ver-11.0,qode-theme-bridge,wpb-js-composer js-comp-ver-6.0.3,vc_responsive

Deve ser equacionada uma unidade de queimados para Viseu

Deve ser equacionada uma unidade de queimados para Viseu

O presidente e diretor clínico do Centro Hospitalar Tondela Viseu, Cílio Correia, diz que deve ser equacionada a criação de uma unidade de queimados em Viseu, para responder a situações como a dos incêndios do verão e deste mais recente caso ocorrido em Vila Nova da Rainha.

No Hospital de Viseu estão 13 pessoas feridas no incêndio de sábado à noite, mas outras tiveram de ser transferidas para as unidades de queimados de Coimbra, Lisboa e Porto.

Cílio Correia adiantou aos jornalistas que “o hospital não podia acolher tantos doentes, dado que tem um cirurgião plástico, mas não está a tempo inteiro”, o que criou alguns problemas de resposta à situação trágica da noite de sábado.

Depois dos incêndios florestais de 15 e 16 de Outubro de 2017, que fustigaram vários concelhos da região, esta é a segunda vez em três meses que o Centro Hospitalar Tondela Viseu teve de dar resposta a uma grande tragédia, o que leva o diretor do Hospital de Viseu a pedir que seja equacionada uma solução no quadro do desenvolvimento do plano estratégico do hospital, que passe pela criação de uma unidade de queimados que possa dar resposta a este tipo de situações.

O incêndio de sábado à noite fez oito mortos e 38 feridos, entre graves e ligeiros, de acordo com fonte do Ministério da Saúde.

Dos 38 feridos, nove já tinham tido alta hospitalar ao final da manhã de domingo.

Treze dos feridos do incêndio ficaram internados no hospital de Viseu, dois deles em cuidados intensivos. Houve ainda 16 feridos graves enviados para outras unidades hospitalares em Coimbra, Porto e Lisboa.

Esta e outras notícias e para ouvir em desenvolvimento na Estação Diária – 96.8 FM ou em www.968.fm