Governo garante construção da Barragem da Boavista, mas autarca de Moimenta da Beira quer mais uma - Edição Jornal
18566
post-template-default,single,single-post,postid-18566,single-format-standard,bridge-core-1.0.5,qode-quick-links-1.0,ajax_fade,page_not_loaded,,hide_top_bar_on_mobile_header,qode-theme-ver-11.0,qode-theme-bridge,wpb-js-composer js-comp-ver-6.0.3,vc_responsive

Governo garante construção da Barragem da Boavista, mas autarca de Moimenta da Beira quer mais uma

Governo garante construção da Barragem da Boavista, mas autarca de Moimenta da Beira quer mais uma

A Câmara de Moimenta da Beira reagiu com satisfação ao anúncio da construção da barragem da Boavista no âmbito do programa nacional de regadios, mas quer que o Governo avance com uma outra Nave.

Em comunicado, a autarquia liderada por José Eduardo Ferreira mostrou-se satisfeita com o anúncio feito pelo primeiro-ministro, António Costa, mas garante que vai “manter viva a reivindicação” da construção da segunda barragem prevista no Aproveitamento Hidroagrícola de Moimenta da Beira, no lugar da Nave, na Serra de Leomil.

No mesmo comunicado, o autarca manifesta a sua preocupação pelo que considera ser uma política de investimentos no regadio muito concentrada no sul do país, em particular no Alqueva, e lembra que as barragens da Boavista, agora anunciada, e a segunda na Nave, serão “determinantes para o reforço do sector da maçã” pois permitem assegurar o regadio a muitos hectares de pomares existentes na região, e satisfazer as pretensões dos agricultores em expandirem a zona de produção de maçã.

O ministro da Agricultura, Florestas e Desenvolvimento Rural já garantiu a aprovação de 22 projetos no âmbito do Programa Nacional de Regadios, no valor total de 248 milhões de euros.

Esta e outras notícias para ouvir em desenvolvimento na Estação Diária – 96.8 FM ou em www.968.fm