Impasse na eleição do novo presidente da CIM Viseu Dão Lafões - Edição Jornal
17529
post-template-default,single,single-post,postid-17529,single-format-standard,bridge-core-1.0.5,qode-quick-links-1.0,ajax_fade,page_not_loaded,,hide_top_bar_on_mobile_header,qode-theme-ver-11.0,qode-theme-bridge,wpb-js-composer js-comp-ver-6.0.3,vc_responsive

Impasse na eleição do novo presidente da CIM Viseu Dão Lafões

Impasse na eleição do novo presidente da CIM Viseu Dão Lafões

Há um impasse na eleição do novo presidente da Comunidade Intermunicipal (CIM) Viseu Dão Lafões. Os 14 municípios que a integram não chegaram a acordo para a eleição do novo presidente deste órgão administrativo.

Na primeira reunião do Conselho Intermunicipal, depois das eleições de 1 de Outubro, PS e PSD não chegaram a um acordo sobre quem deveria liderar a comunidade neste novo mandato e os trabalhos acabaram suspensos.

O socialista José Morgado, autarca de Vila Nova de Paiva, e até agora presidente da CIM, foi o nome proposto para ir a votação. Teve maioria de votos entre os autarcas, mas não em representatividade do número de eleitores. Apesar do PS ter a maioria das autarquias, o PSD tem mais votos entre a população dos 14 municípios da CIM Viseu Dão Lafões. Vários autarcas defenderam que é preciso que o presidente escolhido consiga essa dupla maioria, ou seja, votos de autarcas e representatividade de eleitores.

Na CIM Viseu Dão Lafões, sete autarquias são lideradas pelo PS, cinco pelo PSD e duas por independentes.

Até ser eleito novo presidente, Almeida Henriques, presidente da Câmara de Viseu, a que tem o maior número de eleitores, vai ficar na liderança do Conselho Intermunicipal.

Esta e outras notícias para ouvir em desenvolvimento na Estação Diária – 96.8 FM ou em www.968.fm