Lusovini - Vinhos de Portugal quer construir um Museu Virtual - Edição Jornal
18020
post-template-default,single,single-post,postid-18020,single-format-standard,bridge-core-1.0.5,qode-quick-links-1.0,ajax_fade,page_not_loaded,,hide_top_bar_on_mobile_header,qode-theme-ver-11.0,qode-theme-bridge,wpb-js-composer js-comp-ver-6.0.3,vc_responsive

Lusovini – Vinhos de Portugal quer construir um Museu Virtual

Lusovini – Vinhos de Portugal quer construir um Museu Virtual

A empresa Lusovini – Vinhos de Portugal, empresa com sede em Nelas, quer construir um Museu Virtual para contar a história do vinho em Portugal e, em particular, na região do Dão.

O projeto avança primeiro na internet com um site em português e em inglês e que, ainda durante este ano de 2018, estará também disponível em mandarim e depois em francês.

Segundo os responsáveis da empresa, esta ideia surge na sequência da linha de negócios da Lusovini que tem no mercado internacional cerca de 70% do volume de vendas da empresa.

A Lusovini distribui quase 90 marcas de vinho das principais regiões portuguesas em 42 países diferentes, e tem empresas próprias nos Estados Unidos da América, Brasil, Angola e em Moçambique, e ainda um escritório de representações em Macau.

Para a conceção do novo museu a Lusovini contou com a participação de Virgílio Loureiro, um enólogo, professor aposentado do Instituto Superior de Agronomia.

O museu virtual terá uma componente didática, começando por ser uma história do vinho através dos tempos, com destaque para a região do Dão, desde a sua paisagem, clima e solo até à origem da sua demarcação.

Esta e outras notícias para ouvir em desenvolvimento na Estação Diária – 96.8 FM ou em www.968.fm