Politécnico de Viseu pode vir a integrar Rede de Universidades de Portugal e Espanha - Edição Jornal
35706
post-template-default,single,single-post,postid-35706,single-format-standard,bridge-core-1.0.5,qode-quick-links-1.0,ajax_fade,page_not_loaded,,hide_top_bar_on_mobile_header,qode-theme-ver-11.0,qode-theme-bridge,wpb-js-composer js-comp-ver-6.0.3,vc_responsive

Politécnico de Viseu pode vir a integrar Rede de Universidades de Portugal e Espanha

Politécnico de Viseu pode vir a integrar Rede de Universidades de Portugal e Espanha

A Rede de Universidades do Sudoeste Europeu, a CRUSOE, que integra instituições de ensino superior portuguesas e espanholas, pondera integrar os institutos politécnicos da região Centro de Portugal.

A decisão foi tomada em reunião de reitores e o Instituto Politécnico de Viseu é um dos que poderá vir a fazer parte desta rede.

Entendem os reitores da CRUSOE que para a articulação entre as universidades dos dois países ser ainda mais efetiva, o ideal seria integrar também os politécnicos.

O CRUSOE integra atualmente instituições de ensino superior das regiões Centro e Norte de Portugal e também das regiões espanholas da Galiza, de Castelo e Leão e das Astúrias, e a proposta de alargamento pondera a integração dos politécnicos de Castelo Branco, Coimbra, Guarda, Leiria, Santarém, Tomar e Viseu, que marcaram já presença na reunião de reitores que decorreu em Castelo Branco.

Outras das questões em cima da mesa foi a da possibilidade de haver cooperações na mobilidade de professores, investigadores e alunos, e o desenvolvimento de projetos que contribuam para o desenvolvimento regional.

Esta e outras notícias para ouvir em desenvolvimento na Estação Diária – 96.8 FM ou em www.968.fm