PSA de Mangualde já começou testes de montagem do novo Opel Combo - Edição Jornal
31866
post-template-default,single,single-post,postid-31866,single-format-standard,bridge-core-1.0.5,qode-quick-links-1.0,ajax_fade,page_not_loaded,,hide_top_bar_on_mobile_header,qode-theme-ver-11.0,qode-theme-bridge,wpb-js-composer js-comp-ver-6.0.3,vc_responsive

PSA de Mangualde já começou testes de montagem do novo Opel Combo

PSA de Mangualde já começou testes de montagem do novo Opel Combo

12 anos e meio depois, os veículos da Opel voltam a ser produzidos em Portugal com a fábrica do grupo Peugeot-Citroën de Mangualde a dar inicio à montagem do Opel Combo.

As unidades de pré-série começaram a ser montadas três meses antes do início da produção em série, marcado para outubro, e marcam o início dos testes em linha, adianta a PSA de Mangualde. A fábrica vai produzir o Opel Combo nas variantes comercial e de passageiros

Na primeira semana de setembro, irá decorrer a segunda fase de pré-séries do Opel Combo, estando previsto que o ritmo de produção aumente até ao início da montagem em série, agendado para outubro. Nessa altura, este modelo da Opel irá representar cerca de 12% da produção na fábrica de Mangualde.

Portugal, Espanha, França e Itália serão os quatro principais mercados do Opel Combo, que será produzido em conjunto com a unidade de Vigo, como já acontece com os modelos Citroën Berlingo e Peugeot Partner.

O início da produção do Opel Combo coincide com a greve ao trabalho aos sábados marcada pelos trabalhadores da fábrica de Mangualde e que vigora até ao final do ano. Os operários exigem negociar com a administração um novo regime de banco de horas. A administração já ameaçou fechar a unidade do distrito de Viseu se não houver um regime de trabalho flexível.

Esta e outras notícias para ouvir em desenvolvimento na Estação Diária – 96.8 FM ou em www.968.fm

*****