Refeições escolares em Viseu custam 1,2 milhões de euros - Edição Jornal
36138
post-template-default,single,single-post,postid-36138,single-format-standard,bridge-core-1.0.5,qode-quick-links-1.0,ajax_fade,page_not_loaded,,hide_top_bar_on_mobile_header,qode-theme-ver-11.0,qode-theme-bridge,wpb-js-composer js-comp-ver-6.0.3,vc_responsive

Refeições escolares em Viseu custam 1,2 milhões de euros

Refeições escolares em Viseu custam 1,2 milhões de euros

As refeições escolares vão este ano custar à autarquia de Viseu mais de 1,2 milhões de euros.

A minuta do contrato de adjudicação foi aprovada pelo executivo, com base numa previsão de 3100 alunos, e da necessidade em assegurar o fornecimento de refeições escolares durante todos os dias úteis do ano letivo, ainda nas interrupções para férias e na transição de ano letivo. Contas feitas, diz a autarquia de Viseu, são necessárias 620 mil refeições, que vão custar mais de 1,2 milhões de euros.

O presidente da Câmara de Viseu, Almeida Henriques, considera que o valor não se trata de uma despesas mas sim de um investimento que o Município faz nas crianças e no auxílios às famílias.

O fornecimento de refeições nos estabelecimentos de ensino pretende assegurar uma alimentação equilibrada e adequada às necessidades da população escolar, com ementas elaboradas por uma nutricionista da empresa a quem foi adjudicado o serviço, entregues semanalmente nas escolas e jardins de infância do concelho, e que seguem princípios dietéticos e normas de alimentação definidas pelo Ministério da Educação.