ROMOVI promete revolucionar produção vitivinícola na região do Douro - Edição Jornal
34797
post-template-default,single,single-post,postid-34797,single-format-standard,bridge-core-1.0.5,qode-quick-links-1.0,ajax_fade,page_not_loaded,,hide_top_bar_on_mobile_header,qode-theme-ver-11.0,qode-theme-bridge,wpb-js-composer js-comp-ver-6.0.3,vc_responsive

ROMOVI promete revolucionar produção vitivinícola na região do Douro

ROMOVI promete revolucionar produção vitivinícola na região do Douro

Foi apresentado na Quinta do Seixo, em Tabuaço, concelho do Norte do distrito de Viseu, o Romovi, um robot adaptado às encostas do Douro, que faz a monitorização da vinha e pode, no futuro, vir a fazer trabalhos de pulverização de precisão e poda das videiras.

O projeto é do Instituto de Engenharia de Sistemas e Computadores, Tecnologia e Ciência, apoiado pelo Compete 2020, um programa comunitário de incentivos à investigação e desenvolvimento tecnológico.

O Romovi tem capacidade para circular de forma autónoma pelas vinhas, e pode fazer a monitorização do estado das videiras e das uvas, através do registo de imagens que permitem depois ao viticultor programar trabalhos de fertilização ou pulverização das vinhas.

No futuro, os responsáveis pelo projeto acreditam que o Romovi vai ter capacidade para fazer trabalhos de poda das videiras, e pulverizações de precisão.

O Robo é encarado como uma solução que poderá permitir baixar os custos de produção e aumentar a competitividade das empresas na produção de vinhos de qualidade.

Esta e outras notícias para ouvir em desenvolvimento na Estação Diária – 96.8 FM ou em www.968.fm