Sernancelhe aposta na valorização de produtos endógenos do concelho - Edição Jornal
35141
post-template-default,single,single-post,postid-35141,single-format-standard,bridge-core-1.0.5,qode-quick-links-1.0,ajax_fade,page_not_loaded,,hide_top_bar_on_mobile_header,qode-theme-ver-11.0,qode-theme-bridge,wpb-js-composer js-comp-ver-6.0.3,vc_responsive

Sernancelhe aposta na valorização de produtos endógenos do concelho

Sernancelhe aposta na valorização de produtos endógenos do concelho

A Câmara de Sernancelhe, a Associação Comercial e Industrial e a Associação Sementes da Terra vão apostar na valorização e promoção de seis produtos endógenos do concelho.

Está definida uma estratégia que procura a valorização do produto nas suas várias vertentes, como imagem, preparação e comercialização, que vai passar pela sua disponibilização em plataformas `online´ que permitam acesso mais fácil, mesmo no estrangeiro.

A convicção a autarquia de Sernancelhe e das entidades que colaboram nesta promoção, é que o mercado nacional é escasso para escoar os principais produtos da região, como a castanha e outros, e a aposta é na comercialização além-fronteiras, e, em especial, torná-los acessíveis ás comunidades portuguesas em várias regiões do globo. É o que os responsáveis pelo município de Sernancelhe chamam de “mercado da saudade” e que será uma forte aposta para a venda destes seis produtos endógenos:  a castanha, o mel, a uva, a maçã de altitude, o azeite e o Queijo da Lapa.

O Próximo passo é a certificação de todos eles, já que, nesta altura, apenas três têm esse selo de qualidade.

Esta e outras notícias para ouvir em desenvolvimento na Estação Diária – 96.8 FM ou em www.968.fm