SINDICATO DOS JOGADORES PROFISSIONAIS QUER QUE A DGS APROVE O PLANO DE REGRESSO DAS COMPETIÇÕES - Edição Jornal
38070
post-template-default,single,single-post,postid-38070,single-format-standard,bridge-core-1.0.5,qode-quick-links-1.0,ajax_fade,page_not_loaded,,hide_top_bar_on_mobile_header,qode-theme-ver-11.0,qode-theme-bridge,wpb-js-composer js-comp-ver-6.0.3,vc_responsive

SINDICATO DOS JOGADORES PROFISSIONAIS QUER QUE A DGS APROVE O PLANO DE REGRESSO DAS COMPETIÇÕES

SINDICATO DOS JOGADORES PROFISSIONAIS QUER QUE A DGS APROVE O PLANO DE REGRESSO DAS COMPETIÇÕES

O Sindicato dos Jogadores Profissionais de Futebol (SJPF) exigiu a aprovação por parte da Direção-Geral da Saúde (DGS) das condições previstas para o retomar das competições de futebol em Portugal, suspensas, desde 12 de março, devido à pandemia de covid-19.

Num documento sobre os contributos desta estrutura para o regresso das competições, o SJPF garante que “não é, nem nunca foi, contra a retoma e conclusão das competições profissionais” mas exige “que sejam avaliadas as condições para o fazer e que haja parecer favorável da DGS quanto ao protocolo a implementar”.

As preocupações do SJPF centram-se na capacidade e eficácia dos testes à covid-19, nos cuidados físicos e médicos no regresso aos treinos, e na necessidade de calendarizar uma curta pré-época e a possibilidade de os jogos decorrerem com ou sem público, assim como questões relacionadas com a prevenção de lesões, deslocações e alojamento, seguros dos jogadores e clima.

O sindicato garante que os jogadores “têm receio de voltar à competição nestas circunstâncias, e de viajar, aumentando potencialmente o risco de contágio pessoal e da família” e volta a frisar ser necessário que a DGS e o próprio Governo tenham uma palavra a dizer na definição das condições de acesso ao recinto desportivo, e defende “a necessidade de testar e monitorizar equipas e todos os trabalhadores necessários para colocar as 36 sociedades desportivas de volta ao trabalho e os recintos desportivos operacionais para a realização de jogos”.

Na I Liga, o Tondela ocupa o 14º lugar, após 24 das 34 jornadas previstas para a competição, enquanto na II Liga o Académico de Viseu ocupava o 8º lugar, após a 24ª jornada, a última que se realizou antes da suspensão das competições.

Esta e outras notícias para ouvir em desenvolvimento na Estação Diária – 96.8 FM ou em www.968.fm.