Um morto, um desaparecido, e um rasto de destruição na passagem da depressão Elsa pelo distrito de Viseu - Edição Jornal
35126
post-template-default,single,single-post,postid-35126,single-format-standard,bridge-core-1.0.5,qode-quick-links-1.0,ajax_fade,page_not_loaded,,hide_top_bar_on_mobile_header,qode-theme-ver-11.0,qode-theme-bridge,wpb-js-composer js-comp-ver-6.0.3,vc_responsive

Um morto, um desaparecido, e um rasto de destruição na passagem da depressão Elsa pelo distrito de Viseu

Um morto, um desaparecido, e um rasto de destruição na passagem da depressão Elsa pelo distrito de Viseu

O distrito de Viseu foi um dos mais afetados pela passagem da depressão Elsa por Portugal e há registo de uma morte, a de homem soterrado em Codeçais, no concelho de Castro Daire, e ainda de um outro homem dado como desaparecido, em Ribolhos, também no concelho de Castro Daire, depois de um aluimento de terras quando manobrava uma retroescavadora, com as autoridades a não colocarem de parte a possibilidade de ter sido arrastado pelas águas no Rio Paiva.

A depressão deixou ainda um rasto de destruição, com dezenas de árvores caídas, queda de algumas estruturas que não resistiram á força do vento, e algumas localidades várias horas sem energia eléctrica. Cheias, inundações também deram que fazer aos bombeiros e à proteção civil.

Por todo o país, foram registadas mais de 6.200 ocorrências, com o mau tempo a provocar 70 desalojados, dois mortos e um desaparecido, segundo a proteção civil. (foto: Bombeiros Portugueses)

Estado do tempo que deve voltar a agravar-se já a partir da madrugada de sábado com a chegada da depressão Fabien, que deverá atingir o interior Norte e Centro, com chuva e vento com rajadas, mas sem a intensidade com que a tempestade Elsa atingiu Portugal nos últimos dias.

O estado do tempo deve melhorar a partir de domingo e o Natal deverá ter algum sol na região de Viseu.

Esta e outras notícias para ouvir em desenvolvimento na Estação Diária – 96.8 FM ou em www.968.fm