Viseu ainda não atingiu o pico da gripe com o número de casos ainda a aumentar - Edição Jornal
35521
post-template-default,single,single-post,postid-35521,single-format-standard,bridge-core-1.0.5,qode-quick-links-1.0,ajax_fade,page_not_loaded,,hide_top_bar_on_mobile_header,qode-theme-ver-11.0,qode-theme-bridge,wpb-js-composer js-comp-ver-6.0.3,vc_responsive

Viseu ainda não atingiu o pico da gripe com o número de casos ainda a aumentar

Viseu ainda não atingiu o pico da gripe com o número de casos ainda a aumentar

A gripe na região de Viseu ainda não atingiu o seu pico, e os casos de pessoas infetadas continua a aumentar, o que pode levar a que sejam canceladas cirurgias no Centro Hospitalar Tondela-Viseu.

A informação foi avançada pela diretora clínica do hospital de Viseu, Helena Pinho, que adiantou ainda que “tem havido uma afluência crescente ao serviço de urgência” que leva a concluir que o pico da gripe ainda não foi atingido.

Este aumento de número de pessoas com infeções respiratórias provocadas pelo vírus da gripe, levou os responsáveis pelo Hospital de Viseu a “implementar o plano de contingência” disponibilizando mais camas para cuidar este tipo de doentes, o que leva a que algumas cirurgias que estavam previstas tenham que ser adiadas, por falta de capacidade de internamento, mantendo-se, no entanto, o serviço de cirurgia adicional no ambulatório.

O CHTV tem disponível para estes casos, todo o piso sete e quartos de isolamento, num total de 35 camas.

A diretora clínica do Hospital de Viseu deixou ainda o apelo à compreensão das pessoas, e ainda que sejam evitadas visitas a doentes por parte de quem já apresente sintomas gripais, e ficou o conselho que quem apresente sintomas recorra, em primeira instância, aos serviços de cuidados de saúde primários, nos centros de saúde, e que sejam evitadas idas à urgência.

Esta e outras notícias para ouvir em desenvolvimento na Estação Diária – 96.8 FM ou em www.968.fm.

Tags:
,