Viseu: Biblioteca Municipal vai restaurar e digitalizar oito mil volumes do Fundo Antigo - Edição Jornal
36502
post-template-default,single,single-post,postid-36502,single-format-standard,bridge-core-1.0.5,qode-quick-links-1.0,ajax_fade,page_not_loaded,,hide_top_bar_on_mobile_header,qode-theme-ver-11.0,qode-theme-bridge,wpb-js-composer js-comp-ver-6.0.3,vc_responsive

Viseu: Biblioteca Municipal vai restaurar e digitalizar oito mil volumes do Fundo Antigo

Viseu: Biblioteca Municipal vai restaurar e digitalizar oito mil volumes do Fundo Antigo

O Município de Viseu anunciou que vão ser restaurados, e digitalizados, os oito mil volumes do Fundo Antigo do acervo da Biblioteca Municipal D. Miguel da Silva, num projeto de valorização de documentos entre os séculos XV e XIX.

Uma operação “delicada” e “morosa”, adianta a autarquia, num processo que se deverá estender ao longo de vários anos, e que vai lidar com o restauro e digitalização de obras com mais de 400 anos, entre os quais forais da cidade e de localidades do concelho de Viseu, e obras de diversos autores desse período da história, exemplares de jornais locais e regionais do século XIX e início do século XX, e documentos relativos à governação de Viseu, que remontam ao século XVI.

O objetivo, segundo a Câmara de Viseu, é garantir a preservação deste espólio e minorar riscos de deterioração dos documentos, alguns com mais de 400 anos.

Numa primeira fase serão identificadas as obras que serão prioritárias neste processo de restauro e digitalização, mas o objetivo é que, no final, todos os cerca de 8 mil volumes do Fundo Antigo da Biblioteca Municipal de Viseu estejam digitalizados.

Esta e outras notícias para ouvir em desenvolvimento na Estação Diária – 96.8 FM ou em www.968.fm.