Viseu, Castro Daire e Lamego vão integrar a Federação Portuguesa do Caminho de Santiago - Edição Jornal
26537
post-template-default,single,single-post,postid-26537,single-format-standard,bridge-core-1.0.5,qode-quick-links-1.0,ajax_fade,page_not_loaded,,hide_top_bar_on_mobile_header,qode-theme-ver-11.0,qode-theme-bridge,wpb-js-composer js-comp-ver-6.0.3,vc_responsive

Viseu, Castro Daire e Lamego vão integrar a Federação Portuguesa do Caminho de Santiago

Viseu, Castro Daire e Lamego vão integrar a Federação Portuguesa do Caminho de Santiago

A Federação Portuguesa do Caminho de Santiago vai ser formalizada a 17 de maio, em Vila Pouca de Aguiar, junta 60 entidades, e tem por objetivo a implementação de uma estratégia e sinalética comuns nas vias de peregrinação. Está a ser preparada uma política comum entre municípios, associações de peregrinos, pastoral do turismo e todas as entidades que, de alguma forma, estejam ligadas ao Caminho de Santiago.

A criação da federação está a ser coordenada pela autarquia de Vila Pouca de Aguiar, a representante nacional da Federação Europeia dos Caminhos de Santiago, mas integra diversos municípios da região como Viseu, Castro Daire e Lamego, por onde passa um dos mais importantes troços do Caminho de Santiago, e que liga Viseu a Chaves.

Os Caminhos de Santiago atravessam Portugal de sul para norte, são percorridos pelos peregrinos há séculos e têm como destino a Catedral de Santiago de Compostela, em Espanha.

Atualmente estão identificados três percursos principais: o Caminho da Costa que parte do Porto, e atravessa o Minho até Espanha, o Caminho Interior que liga Viseu a Chaves, e o Caminho Central Português que sai da Sé de Lisboa e passa por Tomar, Coimbra até entrar no Porto e seguir depois para Norte.

Esta e outras notícias para ouvir em desenvolvimento na Estação Diária – 96.8 FM ou em www.968.fm

*****